domingo, 3 de agosto de 2008

CONVERSANDO SOBRE SEXO COM SEU FILHO (A) DE 2 A 6 ANOS - SEXUALIDADE INFANTIL E PAIS

Marina da Silveira Rodrigues Almeida
Consultora em Educação Inclusiva
Psicóloga, Psicopedagoga e Pedagoga Especialista
Instituto Inclusão Brasil
inclusao.brasil@iron.com.br


ORIENTAÇÃO SEXUAL
PREPARANDO OS PAIS PARA RESPONDER

“CRIANÇA NÃO TEM SEXO”.
“EU NÃO RECEBI EDUCAÇÃO SEXUAL E ESTOU MUITO BEM”.
“ISTO É COISA QUE SE APRENDE NA ESCOLA”.
“NÃO TENHO JEITO PARA FALAR DESTAS COISAS”

CONVERSANDO SOBRE SEXO

POR QUE OS PAIS DEVEM FALAR SOBRE SEXO COM SEUS FILHOS ?

VANTAGENS:

APROXIMAÇÃO AFETIVA
COMUNICAÇÃO HONESTA COM OS PAIS
ESTAMOS FALANDO DE GENTE: DE NOSSA RAÇA HUMANA
DESENVOLVER A CONFIANÇA NOS PAIS
DESENVOLVER O RESPEITO, O AMOR, A RESPONSABILIDADE
ASPECTO PREVENTIVO: EVITANDO INFORMAÇÕES ERRADAS
SEXO:SÓ É PREVENTIVO SE TIVER AMOR, VÍNCULO HUMANO

DESVANTAGENS:

AFASTAMENTO AFETIVO
NÃO VALORIZAMOS NOSSO DESENVOLVIMENTO HUMANO COMO ALGO AMOROSO
SOMOS PAIS MENOS PARA FALAR DE SEXO
SEXO FICA VINCULADO AO PROIBIDO, SEM IMPORTANCIA
APRENDE NA RUA, COM AMIGOS, NA TV, ESCOLA, LIVROS
INFORMAR SOBRE SEXO NÃO GARANTE NADA APENAS A INFORMAÇÃO RACIONAL O COMPORTAMENTO NÃO SE MODIFICA.

MITOS QUE PRECISAM SER ENFRENTADOS

NÃO É PRECISO SER ESPECIALISTA PARA FALAR COM SEU FILHO
LER E TIRAR DÚVIDAS A RESPEITO COMPRANDO LIVROS PERGUNTANDO PARA ALGUÉM O QUE NÃO SABE
PODER PENSAR ANTES DE RESPONDER. NÃO PRECISA RESPONDER NA HORA.
DIZER QUE NÃO SABE OU TEM VERGONHA SOBRE O ASSUNTO E PROVIDENCIAR ALGUEM PARA FALAR COM A CRIANÇA
IR COM CALMA, NUNCA DE AULA SOBRE SEXO
FALAR COM PALAVRAS SIMPLES DA COMPREENSÃO DA CRIANÇA
FALAR OS NOMES DOS ÓRGÃOS GENITAIS QUE A FAMÍLIA USA EM CASA, MAS DIZER TAMBÉM OS NOMES CORRETOS.

2 ANOS

A CRIANÇA É ÚNICA E O DESENVOLVIMENTO VARIARA A CADA UMA. NÃO SE PREOCUPE SE ELA NÃO PERGUNTOU NADA.
AS PRIMEIRAS PERGUNTAS ESTÃO RELACIONADAS À IDENTIDADE, A SER HOMEM OU MULHER, AOS DIFERENTES TAMANHOS E FORMAS.

Papai, por que o seu pinto é grande e o meu é pequeno?
Por que a mamãe faz xixi sentada e eu de pé?
Onde está meu pipiu?
Por que meu pipiu é pequeno?
Por que não posso fazer xixi aonde eu quiser?
Por que não posso fazer cocô na calça ou no chão?
Por que não posso dormir com vocês?
Posso ver você pelado?
Posso pegar no seu peito(seios) ou no pinto?

3 A 4 ANOS

A CRIANÇA É MUITO ATIVA, JÁ PASSOU PELO PROCESSO DE DESCOBERTA, AGORA SÃO OS LIMITES ENTRE EU E O OUTRO, PODE NÃO PODE.
O DESENVOLVIMENTO DA LINGUAGEM É MAIS INTENSO, PASSA A OUVIR E COMPREENDER MELHOR O QUE LHE É FALADO.
A CRIANÇA DE TRÊS ANOS FALA MUITO SOZINHA, SOLTA A IMAGINAÇÃO, MISTURA FANTASIA COM REALIDADE.
SENTE MUITOS MEDOS E PRECISA ARRUMAR SUPER HERÓIS PARA PROTEGÊ-LA DAS FANTASIAS QUE AS ASSUSTAM.
É CAPAZ DE COOPERAR E DESEJA APROVAÇÃO DOS PAIS.

Posso fazer xixi de pé, como meu irmão? (menina)
Por que o pênis do Miguel é diferente do meu?
O que isto embaixo do meu pênis?
Por que meu pênis ficou duro?
As meninas têm pipiu?
Mamãe você tem pipiu?
Por que vocês fecham a porta do quarto ou o que vocês estavam fazendo na cama? Posso ver?
Mamãe você se machucou? (menstruação)
9. Por onde os bebês saem? Como eu nasci?
10. A mãe do Marcelo disse que nasceu de um corte da barriga?
11. Para que serve o umbigo?
12. E para sair da barriga demora?
13. Como eu comia lá dentro?
14. Aonde eu estava antes de entrar na sua barriga?
15. Posso mamar em você como faz o bebê?

4 ANOS

JOGOS INFANTIS:
BRINCAR DE FAZER CÓCEGAS, TOCAR NOS ÓRGÃOS GENITAIS E DOS AMIGOS, MENINOS QUEREREM POR O PIPIU NO BUMBUM DO OUTRO, BRINCADEIRAS DE MÉDICO, DE PAPAI E MAMÃE, DE ESCOLINHA.

ESTAS BRINCADEIRAS SÃO SAUDÁVEIS E FAZEM PARTE DO DESENVOLVIMENTO NORMAL. PODEM DURAR ATE AOS SEIS ANOS. DESDE QUE A BRINCADEIRA SEJA SEMPRE CRIANÇA BRINCANDO COM CRIANÇA.

PALAVRÕES:
ESTÃO INTERESSADOS EM FALAR PALAVRAS LIGADAS AO CORPO OU A SEXUALIDADE. É COMUM FICAREM DIZENDO “COCÔ, BUNDA”, LEVANTAREM A SAIA DAS MENINAS.

EXPLICAR SUPERFICIALMENTE O QUE SIGNIFICA OS PALAVRÕES, TRADUZIR OS PALAVRÕES, NÃO FICAR VALORIZANDO OU CORRIGINDO, EVITAR USAR EM CASA E EXPLICAR QUE TÊM PESSOAS QUE SE OFENDEM.

AMIGOS:
COMEÇAM A SE DAR MELHOR COM OS AMIGOS EMBORA BRIGUEM MUITO E SE XINGUEM. SUA ENERGIA É MUITO GRANDE, FALAM MUITO E OS LIMITES SÃO TESTADOS TODO TEMPO.
OS VALORES MORAIS E ÉTICOS COMEÇAM A SE ESTRUTURAREM.
OS PAIS PRECISAM DE MUITA FIRMEZA E DELICADEZA.

5 ANOS

A CRIANÇA DE 5 ANOS JÁ TEM UM VOCABULÁRIO VARIADO, USA FRASES CORRETAS E COMPLEXAS, QUER SABER COMO FUNCIONAM AS COISAS E CONSEGUEM VERBALIZAR MELHOR AS SUAS DÚVIDAS. A MESMA CURIOSIDADE QUE AS LEVAM A DESTRUIR OS BRINQUEDOS PARA VER COMO SÃO POR DENTRO, OS MOTIVAM A PERGUNTAR A ORIGEM DAS COISAS.

Falam de Namorado/Namorada
Melhor relacionamento com Outro Sexo – Clube do Bolinha e Clube da Luluzinha
Começam a ceder, cooperar, querem ajudar
Tem Amiguinhos Imaginários

Fazem Perguntas mais elaboradas:

Por que o feijão faz a gente ficar forte?
Por que chove?
O que é trovão?
Como nascem os bebês?
Como os bebês entram na mamãe?
O papai tem bebê dentro dele?
O que é AIDS?
O que é camisinha?
O que é estupro ou abuso sexual?

6 ANOS

QUANDO A CRIANÇA NÃO PERGUNTOU ATÉ AGORA: DE ALGUMA MANEIRA ELA SABE SOBRE O ASSUNTO.
SE OS PAIS INICIAREM A PARTIR DAÍ PRECISAM SE TORNAR PAIS PERGUNTÁVEIS
NÃO ADIANTA VIR COM AQUELA: ”O QUE VOCÊ QUER SABER?”, “VAMOS FALAR SOBRE SEXO”?

NÃO EXIJA RESPOSTAS CERTAS DA CRIANÇA NEM CORRIJA DE FORMA DRÁSTICA, RELIGIOSA OU MORALISTA.
PERGUNTA SIMPLES RESPOSTA SIMPLES
.
LEMBRE QUE O SUSTO E O MEDO SÃO DOS PAIS E NÃO DE QUEM PERGUNTA.

Por que meu pênis é tão pequeno?
Posso entrar no banheiro quando você está tomando banho?
Como é que se beija?

VOCÊS PODEM PERCEBER QUE PODERIAM TER AJUDADO MELHOR SEUS FILHOS, MAS NÃO SE CULPEM, SEMPRE É HORA DE RECOMEÇAR.

COM AMOR, VONTADE, SIMPLICIDADE CONSEGUIREMOS AJUDAR NOSSOS FILHOS PARA UMA VIDA AFETIVA E SEXUAL MAIS SAUDÁVEL.

O PAPEL DA ESCOLA

A ESCOLA NÃO SUBSTITUI O PAI E A MÃE, SEU PAPEL É DE AJUDÁ-LOS A MEDIAR ESTA FASE DO DESENVOLVIMENTO DA CRIANÇA ENTENDENDO AS RELAÇÕES FAMILIARES.
O PAPEL DA ESCOLA: CAPACITAR SEUS EDUCADORES, PENSAR A FAMÍLIA, PENSAR NOSSA PRÓPRIA SEXUALIDADE, PROMOVER PALESTRAS, EM REUNIÕES DE PAIS COLOCAR NA PAUTA UM ASSUNTO SOBRE SEXO, ADQUIRIR LIVROS SOBRE SEXUALIDADE INFANTO-JUVENIL,...
PARA UM EDUCADOR CONVERSAR COM AS CRIANÇAS, TAMBÉM NÃO É NECESSÁRIO SER ESPECIALISTA.
PARA RESPONDER AOS ALUNOS É BOM FORMAR GRUPOS PEQUENOS E DEIXÁ-LOS PERGUNTAR, PARA CONVERSAR, DESENHAR, CONTAR HISTÓRIAS SOBRE SEXO, O OBJETIVO É SABERMOS QUAIS SÃO SEUS CONHECIMENTOS E DÚVIDAS.
O PROFESSOR DEVE FACILITAR O ASSUNTO TRAZENDO LIVRINHOS DA IDADE CORRESPONDENTE.

O EDUCADOR DEVE EVITAR RESPOSTAS MORALISTAS E OU RELIGIOSAS.
SE NÃO CONSEGUIR RESPONDER PROCURE OUTRO EDUCADOR QUE TENHA MAIS FACILIDADE.
A ATITUDE DAS PESSOAS SOBRE O ASSUNTO SEXO É O MAIS IMPORTANTE.
A ESCOLA DEVE TER UMA PROPOSTA SOBRE O ASSUNTO E APRESENTAR PARA OS PAIS SEUS FUNDAMENTOS E FORMAS DE TRATAR QUESTÕES SOBRE SEXO.

LEMBRE-SE:

“SEXO ESTÁ LIGADO A AFETO, A APROXIMAÇÃO HUMANA.”

BIBLIOGRAFIA:

PAPAI, MAMÃE E EU – CONVERSANDO SOBRE SEXO PARA CIRANÇAS DE 2 A 6 ANOS – VEM COM PRANCHAS DE ATIVIDADES
Marta Suplicy
Ed. FTD

PROFESSOR E PSICOLOGIA APLICADA NA ESCOLA
Vivien Rose Bock
Ed. Kinder

GUIA DE ORIENTAÇÃO SEXUAL (livro de atividades práticas muito bom)
DIRETRIZES E METODOLOGIA
Marta Suplicy e colaboradores
Ed. Casa do Psicólogo

UMA VIVENCIA DE AMOR
FALANDO DE SEXO 6 A 9 ANOS
Gilbert Tordjman e Claude Morand
Ed. Scipione

AS CRIANÇAS QUEREM SABER E AGORA? Este livro pode ser usado para PNEE
ORIENTACAO PARA PAIS E PROFISSIONAIS SOBRE SEXUALIDADE DE 3 A 8 ANOS
Maria das Graças F. Augusto, Moacir Costa, Sandra M. Paladino
Ed. Casa do Psicólogo

SEXO E JUVENTUDE (livro de pratica de atividades com jovens - muito bom)
COMO DISCUTIR A SEXUALIDADE EM CASA E NA ESCOLA
Carmem Barroso e Cristina Bruschini
Ed. Cortez

EDUCAÇÃO SEXUAL: DEBATE ABERTO (livro de pratica de atividades com jovens - muito bom)
Carmem Barroso e Cristina Bruschini
Ed. Vozes

EDUCAÇÃO SEXUAL, UMA PROPOSTA UM DESAFIO (reflexões de intervenções)
Maria Amélia Azevedo
Ed. Cortez

HOMOSSEXUALIDADE EM PERSPECTIVA (mais teórico)
Willian Master e Virginia Johnson
Ed. Civilização

CONVERSANDO SOBRE SEXO COM ADOLESCENTES
Marta Suplicy
Ed. FTD