sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

MODELO DE RELATÓRIO DESCRITIVO DA CRIANÇA

MODELO RELATÓRIO DESCRITIVO DA CRIANÇA



Ø  Aspecto sócio-emocional
        Demonstrou uma criança alegre, prestativa e carinhosa, mas durante o trimestre apresentou insegurança a sua nova turma ( resistência em obedecer as regras estabelecidas para o desenvolvimento das atividades nos ambientes de aprendizagem da escola ) sendo necessário as professoras e a supervisora intervir para o mesmo aceitar.
        Nos momentos de realização das atividades individuais e em grupo a criança só realizava as atividades e participava mediante a intervenção da professora.        
        Apresentou um bom relacionamento com os colegas e professores.
            A criança manifesta  bons hábitos de higiene  e  utiliza expressões  de cortesia.
           Apresenta pontualidade nas tarefas de casa, mas em algumas situações não concluiu o dever de sala no tempo determinado, sendo necessário ficar após o horário para copiar ou concluir o dever em casa. Em alguns momentos faltou ter mais responsabilidades com os objetos pessoais e se concentrar  durante as explicações das atividades.

Ø  Aspectos psicomotor
           Apresenta equilíbrio corporal acompanhando com segurança e agilidade os movimentos sugeridos nos jogos. Participa  ativamente das brincadeiras propostas.
           Consegue recortar corretamente o contorno solicitado. Tem uma boa coordenação motora fina ao traçar as letras.
       
Ø  Aspecto  cognitivo (aprendizagem)
       Em língua portuguesa a criança tem um bom desenvolvimento nas habilidades de leitura, interpretação e escrita.
       Na expressão oral, a criança só expõe suas idéias mediante a solicitação da professora, mas consegue organizar informações para expor com coerência.
             Na matemática em algumas situações necessita da ajuda da professora para resolver operações de adições e  subtrações.     

·         Trabalho realizado pela escola referente a dificuldade da criança
             A professora conversou com a mãe sobre as dificuldades que a criança tinha em obedecer as normas estabelecidas para o desenvolvimento das atividades pedagógicas, e sobre o problema de dicção.  Foi sugerido à família que trabalhassem a questão da autonomia com a criança através do desenvolvimento de atividades que a propicie em momentos de exercício dessa habilidade e manter o diálogo, orientando e trabalhando limites e sugeriu que levassem a um especialista para investigar  as  causas do problema de dicção. 
            Na  sala de aula a professora sempre procurou trabalhar através de conversas sobre a importância do cumprimento das regras e limites para poder ter um melhor desempenho nas atividades propostas. A criança tem apresentado melhoras em obedecer as regras estabelecidas na escola.
           Com relação a dicção a criança está em tratamento com a fonoaudióloga onde a mesma enviou um parecer explicando que a gagueira é uma síndrome complexa e de difícil tratamento, e que a criança não se encontrava em um nível avançado mas que necessitava de varias sessões fonoterápicas. (  A mesma está anexada no relatório)
    Aspectos relacionados ao acompanhamento familiar
           A criança tem apresentado um ótimo acompanhamento.
           A família e escola devem caminhar juntas para o desenvolvimento da criança.
·         Recomendações a serem seguidas no próximo período
          É importante que treine diariamente a leitura e a escrita, para quando construir frases e textos pequenos possa organizar melhor as idéias para escrever de forma correta. A prática dessas habilidades desperta o interesse e a atenção da criança, desenvolvendo a imaginação, a criatividade, a expressão das idéias e o prazer pela leitura e a escrita.
          Exercitar a adição e subtração ( de acordo com o que vem sendo abordado), para que no próximo trimestre a criança continue avançando.

          Algumas dicas importantes para a realização do dever de casa

1.      Estimular sim, executar não -  Os responsáveis não devem fazer o dever pela criança e sim demonstrar interesse pelo que a criança está aprendendo,  dando algumas explicações com boa vontade e paciência. 
2.      Estipular um horário - É importante que a criança realize sua tarefa de casa sempre no mesmo horário, para que se possa criar hábitos de estudo.
3.      Local apropriado – Esta é uma das regras básicas para tornar o dever satisfatório. Não dá para realizar uma tarefa enquanto se assiste à televisão ou se ouve música, muito menos durante os intervalos de qualquer outra atividade isso pode atrapalhar a  concentração da criança.
4.      Pensamento positivo - Fique atenta para não transmitir, inconscientemente, que fazer o dever de casa é chato. Ao invés de cobrar “já fez o dever?“ ou “ainda não acabou a lição?“  tente participar: “prendeu algo novo na escola?“ ou “o que tem de bom no seu dever de hoje?“.  Se demonstrar pressa ou aflição  em se livrar da tarefa, a criança vai acreditar que estudar não é bom.
5.      Quando os pais trabalham fora -  Para suprir a ausência no momento do dever certifique-se, antes de sair, de que seu filho dispõe de todo o material necessário para cumprir a lição do dia. O ideal é que os adultos reservem um tempinho para se informar sobre o dever passado, assegurando-se  de que  a criança não tenha dúvida.
         
Assinatura do responsável: ............................................................................


ENCONTRE OUTROS MODELOS NO MEU BLOG - TAG - FICHA DESCRITIVA:

Simone Helen Drumond
http://www.youtube.com/use/SimoneHelenDrumond
http://simonehelendrumond.blogspot.com
http://simonehelendrumond.ning.com
http://grupoescoteirojoaooscalino.ning.com
 
(Reunião aos sábados de 14h às 17h30 na ESCOLA ESTADUAL TIRADENTES - Próximo ao Corpo de Bombeiros ou Colégio da Policía Militar -  no bairro de Petropólis  8808-2372/8813-9525 - Ônibus 601 / 612)
http://www.slideshare.net.upload/SimoneHelenDrumond